Certamente você já se deparou com um problema muito comum de quem escreve redação: bloqueio criativo. Quantas vezes não nos pegamos olhando para o horizonte ou para a folha de papel em branco tentando achar formas de começar um texto? Isso não acontece só com você e estamos fazendo este post para ajudar nessa hora tão difícil.

Como começar uma redação? Existe uma fórmula? Com certeza não! Esqueça o famoso “desde os tempos mais remotos”, “nos dias de hoje”, “como dizia Platão”. Não importa a expressão que você vai usar! Redação não é matemática! E, pelo menos no vestibular, não é também para você simplesmente seguir o seu coração e escrever o que der na cabeça. Nos encontramos, então, em um dilema. Não dá nem para seguir fórmulas e nem para seguir o coração. O que fazer para começar bem uma redação, então?

Em nosso curso completo temos uma aula muito especial dedicada ao Projeto de Texto. Você não começa a construir uma casa sem antes ter a planta, certo? Na redação você também precisa de um planejamento, que é diferente de um rascunho. No Projeto de Texto você coloca suas ideias, organiza seus argumentos e tem uma visão de onde quer chegar com o seu texto. É só a partir dessa visão mais ampla do texto que você pode começar a pensar por onde vai começar.

Depois de ter a planta da casa, começa-se sempre pela fundamentação, ou seja, começa-se a construir pela base e nunca pelo telhado! Tem muita gente que começa a escrever um texto pelo telhado. Como assim? O primeiro parágrafo do texto, principalmente do dissertativo e gêneros similares, tem um caráter introdutório. Você precisa colocar o leitor a par daquilo que você vai falar dali em diante. É no primeiro parágrafo que você pode criar expectativas, pode instigar o leitor e é nesse momento que você deve introduzir o assunto de forma clara, sem rodeios. Sem uma boa fundamentação não há texto! Pense assim: um texto bom é aquele em que todas as partes são importantes e em que uma parte depende estritamente da outra. Então, você não pode começar falando sobre uma coisa e terminar falando de outra.

Mesmo conhecendo essas dicas que acabamos de dar, o bloqueio criativo é ardiloso; ele sempre dá um jeito de atormentar nossa vida, mas é nessa hora que você precisa ter em mente o seguinte: se preparar para o vestibular exige que você estude muito e saiba muita coisa sim, mas não adianta nada saber tudo e não ter controle emocional. Portanto, não se desespere se você não conseguir começar uma redação. Respire fundo, lembre-se de nossas dicas, tire ideias da coletânea de textos, use seu conhecimento de mundo e confie na sua capacidade de vencer desafios. Todos os que conseguem uma vaga em uma universidade concorrida sabem que não se chega lá sem essa confiança!

Por hoje é só! Estamos muito felizes com a repercussão dos nossos textos e com as palavras de incentivo que recebemos de vocês. Continuamos firmes em nosso propósito de postar semanalmente um conteúdo de qualidade para ajudar você a realizar seu sonho!

Compartilhe essa ideia com seus amigos! Até semana que vem.

Shares

Compartilhe!

Basta 1 clique para compartilhar este conteúdo com seus amigos!

Shares