Olá, vestibulando!

Hoje terminamos a nossa série sobre a estrutura da dissertação tratando, é claro, da conclusão. Apesar disso, ainda há muitas coisas pra você aprender!

Como mostramos nos posts anteriores, os próprios nomes de cada uma das partes do texto dissertativo indicam a sua função. Seguindo esse raciocínio, a conclusão é o momento do texto em que você deve fechar ou encerrar sua discussão. Ok, isso é fácil de perceber, a questão é: como esse encerramento deve ser feito?

A primeira coisa que devemos dizer é que, apesar de na conclusão você ter que retomar o que foi discutido no texto, você deve ser sucinto e objetivo. Bastam poucas palavras para retomar as ideias centrais do texto e, principalmente, a sua tese. Você se lembra de que o objetivo da dissertação é defender uma tese? Então, na introdução você a apresentou ao leitor, no desenvolvimento você discutiu e provou o seu ponto de vista, agora, na conclusão, é hora de encerrar o texto, retomando os pontos principais e reforçando seu ponto de vista. 

Porém, não basta apenas retomar as ideias centrais e a tese, você precisa fazer isso de modo coeso: a conclusão precisa estar bem conectada ao texto e também as frases internas ao parágrafo precisam estar bem conectadas. Um recurso importante é o uso de conjunções conclusivas para introduzir a conclusão, tais como portanto, logo, assim, dessa forma, etc., mas você pode usar também outras palavras e expressões, porém sempre remetendo à ideia de encerramento.

Outro recurso interessante de ser utilizado é terminar a conclusão com alguma frase de efeito que sintetize o que foi discutido e demonstre um bom conhecimento sobre o assunto. Mas tome cuidado! Evite certos clichês, como “é preciso conscientizar a população”. De tanto frases desse tipo serem repetidas, elas se tornaram banais. Você pode falar sobre a conscientização da população, mas com algum desenvolvimento, como, por exemplo “é preciso conscientizar a população do problema x para que ela possa compreender que y, pois só assim alcançaremos z.”. Perceba que, dessa maneira, seu discurso não fica vazio ou genérico, pois você situou, fundamentou a sua opinião ou proposição.

É importante lembrar também que há propostas de redação, como as do ENEM, que pedem que o aluno escreva uma proposta de solução ou de ação social para a resolução do problema discutido, o que pode ser feito na conclusão. Fique atento a essas propostas!

Como exercício, escolha algumas redações dos sites de vestibulares e, a partir delas, escreva algumas conclusões possíveis. Assim você irá treinar o uso dos recursos linguísticos que expressam conclusão, mas, principalmente, a sua capacidade de sintetizar e encerrar um texto.

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa

 

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.