Olá pessoal!

Na semana passada, nós falamos um pouco da proposta de redação da Fuvest 2009, mostrando algumas maneiras de se desenvolver a redação a partir dela. Hoje vamos analisar dois dos melhores textos deste vestibular, para que você possa observar o que a Fuvest julga como boas redações ou como um bom tratamento do tema.

A proposta da Fuvest 2009 pedia que o candidato discutisse o tema “Fronteiras” (http://www.fuvest.br/vest2009/provas/2fase/por/por2f2009.pdf). Como dissemos no post anterior, este tema poderia ser discutido abordando-se as fronteiras físicas, as fronteiras psicológicas, a relação entre as fronteiras e a globalização, a relação entre fronteira física e psicológica, etc. Vejamos então como duas das melhores redações deste ano abordaram o tema. Apresentamos o link para que você leia cada redação e depois uma breve análise sobre ela.

 

Redação 1: As fronteiras da vida (http://www.fuvest.br/vest2009/bestred/511835.stm)

Nesta redação, observamos que o candidato optou por tratar dos múltiplos significados que a palavra fronteira pode ter. Ele começa dizendo que apesar de a palavra fronteira estar relacionada a limites geográficos, ela não se restringe a isso, pois pode significar também “alcançar objetivos, quebrar estigmas, vencer etapas, ou até mesmo, passar dos limites”. Essa é a tese do texto e, para comprová-la, o candidato dá alguns exemplos que contemplam essa amplitude de significados: aprovação do uso das células-tronco (fronteira dos dogmas da igreja), a demarcação do território indígena Serra do Sol (fronteira de interesses), a aprovação no vestibular (fronteira entre a adolescência e a vida adulta), atividades cotidianas (fronteiras da vida) e o assassinato de uma família por um policial (fronteiras do inimaginável).

Perceba que há uma gradação na abordagem dos exemplos, de acordo com os sentidos expostos na tese: alcançar objetivos – demarcação do território, quebrar estigmas – aprovação do uso das células-tronco, vencer etapas – vestibular/dia a dia, passar dos limites – assassinato da família. Para terminar, ele afirma que o indivíduo deve “observar e ultrapassar as fronteiras” seguindo o caminho do bem, alcançando metas e objetivos, mas sem passar dos limites (como no caso do policial), tudo isso para que ele atravesse a última fronteira da vida (aquela que a separa da morte) deixando algo de bom para o futuro.

Observamos, assim, que esta redação aborda as fronteiras como as barreiras ou os limites que encontramos em nosso dia a dia e essa abordagem é feita de modo coeso e coerente, pois os exemplos mostram com clareza as diferentes ideias que se tem de fronteira.

 

Redação 2: As novas fronteiras das metrópoles latino-americanas (http://www.fuvest.br/vest2009/bestred/516935.stm)

Nesta redação, observamos que o candidato optou por tratar o tema a partir da relação entre fronteira e globalização. Ele faz essa relação com foco nos territórios urbanos, mais especificamente, nos territórios das metrópoles, e defende que as fronteiras têm sido eliminadas devido aos novos processos econômicos (globalização de capitais). Para comprovar essa tese, ele mostra o que tem ocorrido nas metrópoles latino-americanas: a criação de novas formas de morar, o grande fluxo de automóveis e a criação de novos eixos de aglomeração. O candidato não explicita isso, mas é possível depreender que essas mudanças se devem ao fato de que, atualmente, há um grande deslocamento das pessoas que moram na metrópole e aquelas que moram em cidades ao redor dela, o que demonstra a eliminação das fronteiras entre essas cidades.

É isso que ele irá dizer em seguida “a cidade se desfronteiriza”, principalmente, em relação ao campo. Depois ele irá trazer um argumento muito interessante, dizendo que, ao mesmo tempo em que a cidade “perde” suas fronteiras geográficas, ela constrói novas fronteiras sociais, por meio da segregação dos espaços urbanos, determinada pelas diferenças econômicas: “territórios de precariedade” e “territórios de excelência”.

Para finalizar, ele afirma que essa reorganização das fronteiras fez com que os espaços urbanos deixassem de ser espaços públicos para serem espaços de consumo, demonstrando, assim, que as fronteiras físicas não são mais tão determinantes, pois o que predomina atualmente são as fronteiras econômicas.

É certo que essa redação apresenta alguns problemas quanto à organização, especialmente na construção da conclusão, mas isso não prejudica o texto como um todo, que está coeso e coerente, além de apresentar uma discussão bastante madura, demonstrando, assim, que o candidato tem um bom repertório de leitura e de conhecimento de mundo (assim como o candidato da redação 1).

 

Espero que os três últimos posts tenham te ajudado a compreender um pouco mais como funciona a prova de redação do vestibular da Fuvest. Na próxima semana começaremos a estudar a prova de redação de outro vestibular muito importante, o vestibular da Unicamp. Agora é hora de você treinar a redação! ;)

 

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.