Olá, vestibulando
Dando continuidade à nossa discussão sobre questões importantes a serem observadas para se obter êxito na escrita da redação, vamos falar sobre um dos itens avaliados nas correções de vestibular que, quando bem trabalhado no texto, auxilia na construção de um projeto de texto consistente, além de possibilitar uma argumentação mais sólida; trata-se da coesão.
 
linkQuando falamos em coesão, estamos nos referindo à articulação das palavras e dos conceitos, tanto entre frases de um mesmo parágrafo, quanto entre os próprios parágrafos de nosso texto. É fundamental ficarmos atentos à manutenção desse elo que permite a ligação entre nossas ideias, pois isso garantirá uma sequência lógica e consistente de argumentos em prol da defesa de um ponto de vista.
 
goal_filledNa busca de um texto coeso, é necessário, primeiramente, mantermos o foco no tema proposto, não desviando a discussão realizada na redação de forma a distanciá-la daquilo que é o mais importante: a defesa de um ponto de vista acerca do tema. Além disso, a escolha dos tempos verbais, o trabalho com as preposições ou locuções prepositivas e o bom emprego dos pronomes pessoais (para retomar ou antecipar ideias) também possibilitam a coesão entre os conceitos abordados.
No entanto, quando o assunto é coesão, logo imaginamos os famosos conectivos que sempre são apontados nas correções: mas, porém, por isso, entretanto, portanto, entre outros, não é mesmo? De fato, vestibulando, eles são muito importantes, visto que possibilitam uma articulação eficaz entre as ideias desenvolvidas. Por isso, vale sempre escolher conectivos variados para compor sua redação! O emprego adequado desses conectores e a variedade deles garantem uma boa pontuação na avaliação dessa competência.
 
manualMas cuidado! Não vale usar sempre os mesmo conectivos, o que demonstra pouco domínio dos recursos coesivos. E também não será produtivo empregar aqueles mais inusitados que compõem as listas de conectores que temos à disposição. É preciso saber onde e quando usar cada um deles, ou sua inserção será artificial ou inadequada, prejudicando a fluidez da leitura do texto e, consequentemente, a coesão.
 
binocularsA partir dessas considerações, vamos observar uma redação que ficou abaixo da média no vestibular da Unicamp, de 2010:
 
De gerações em gerações…
Na sociedade há convivência de diversas gerações, as quais se relacionam de forma distinta. Essas relações é normalmente caracterizada pelo conflito, exigindo o exercício contínuo de lidar com as diferenças
Os conflitos são gerados por opiniões opostas, por exemplo, o uso efetivo do computador nas empresas, exarcebaram as diferenças entre os novos contratados e os antigos ocupantes do cargo, pois essa nova geração já tem conhecimento do uso computadorizado trazendo maior rentabilidade a eles.
Essas diferenças se evidenciam com o avanço da tecnologia, pois as novas gerações participam intensamente desse processo, adquirindo como consequência a experiência do mundo moderno.
As gerações se renovam e se transformam em um movimento constante, a troca de saberes possibilita vivenciar diversos modos de pensar, de agir e sentir, fazendo da convivência entre gerações essenciais.
O relacionamento se faz necessário entre a sociedade, e uma geração deve-se adequar a outra, devido o ato de renovar opiniões e visões a cerca do mundo e das pessoas.
(https://www.comvest.unicamp.br/vest_anteriores/2011/download/comentadas/redacao.pdf)
 
 
A partir da leitura da proposta de produção textual, que solicitava uma dissertação sobre o conflito geracional, é possível perceber que a redação acima traz um projeto de texto falho, além de reproduzir praticamente uma colagem de trechos da coletânea, empobrecendo a discussão.
No que concerne à coesão, percebemos que há uso restrito de elementos coesivos, como o pois (usado duas vezes), o que torna a leitura truncada. Há alguns pronomes bem usados, como essas, e locução prepositiva devido a, mas incorretamente empregada no texto (devido o). Portanto, boa articulação entre as ideias e as partes do texto não ocorre, prejudicando o candidato na avaliação dessa competência.
 
for_beginner_filledEntão, vestibulando, fique atento! Pratique sempre e leia muito! E fuja do que é clichê, como sempre iniciar a redação com atualmente, por exemplo. Lembre-se de que a criatividade e a autoria também são levadas em consideração na avaliação dos textos.
 
Bom trabalho e até a próxima!
Profª Aline

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.