Enem 2021: falta muito, falta pouco… depende de quem vê! (ou não?)

20 maio 2021 | Motivação | 0 Comentários

Existe uma tendência terrível e comum a todos os seres humanos: nós gostamos de deixar tudo para a última hora.

Ok, você acabou de lembrar daquela pessoa que é extremamente organizada e faz tudo com antecedência… mas sabe muito bem que isso é uma virtude da minoria das pessoas.

Esse defeito comum a todos os mortais – a que chamam de “procrastinação” – pode ter consequências pequenas ou grandes a depender da tarefa que vamos adiando.

Deixar uma conta vencer para só depois pagar gera um leve inconveniente (e uma multa)… já deixar as matérias difíceis/essenciais para estudar depois e por fim relaxar com os estudos vai gerar uma consequência bem pior quando o Enem chegar – a ponto de comprometer a sua aprovação.

O quão importante é isso? Bom, depende de você. Se o seu objetivo é entrar na Universidade, então a nota do Enem tem um peso muito importante. Se essa não é uma meta pessoal, então as consequências são de menor peso.

Como eu escrevo apenas para os que têm essa meta da Universidade clara e definida, vou assumir que o seu caso é o primeiro. É para você que eu escrevo. E essa é a realidade que estamos vivendo agora:

Estamos nos aproximando cada dia mais do Enem deste ano. Você pode pensar: “mas faltam meses!”. A depender de quando você estiver lendo isso, não faltam tantos assim…

Quando o momento da prova chegar, todos os seus esforços durante o ano – e mais, durante toda a sua vida escolar até aqui – serão condensados em duas provas de algumas horas de duração.

Alguns meses parece muito tempo para os que não se preocupam muito… já para os aplicados, é como se a prova já fosse amanhã.

Seja qual for a sua situação, vamos deixar uma coisa perfeitamente clara: ainda dá tempo de melhorar o seu nível de preparo para a prova.

Se você está se preparando com disciplina, dá tempo de continuar o bom trabalho e de refinar isso. Se você não se preocupou até agora, dá tempo de entrar em modo “intensivo”. Para um ou outro tipo de vestibulando, uma coisa é certa: você precisa – não é um mero conselho, é realmente uma obrigação – *precisa* saber escrever uma boa redação nos moldes do Enem.

Veja, todo ano preciso assistir, com comoção, a alunos que se prepararam para todas as disciplinas mas que, por terem deixado de lado o treino da redação, tomam uma “rasteira” no dia da prova e vêem sua nota final despencar.

A redação é diferente das outras matérias. Você pode ser um gênio da matemática ou apenas um aluno de matemática aplicado – essa parte da prova não vai gerar grandes variações na nota final pra você. Já na redação, a diferença entre uma nota 980 e uma 720 é a diferença entre a aprovação e mais um ano de cursinho.

A habilidade em redação é como ter um zap no baralho. É como ter o Neymar no seu time da rua. É como ter um super poder desproporcional, à sua disposição para usar quando precisar.

Sabendo disso, você precisa AGIR. Não deixe isso passar e ficar esquecido. Há, sim, tempo suficiente para treinar redação e ficar bom nisso.

Para que você se inspire e veja como vale a pena, separei alguns testemunhos de vestibulandos que deram importância à redação e por conta disso tiveram um resultado espetacular (notas entre 920 e 1000). Não são gênios da literatura: são alunos normais, que iam mal na redação, e que passaram por uma grande transformação. São prova do que é possível fazer quando você aplica um método certo e treina.

Se é possível pra eles, é possível pra você também.

Como saber? Faça o que eles fizeram e veja o que acontece. Depois me conta, quem sabe com um super depoimento desses contando a sua aprovação :)

Um abraço,
Prof. Alexandre

Método Redação Definitiva para o Enem

Z

Correções de redação feitas por professores experientes

Método de escrita completo em vídeos curtos e didáticos

Cadernos Temáticos semanais para você construir repertório sociocultural

u

Tira-dúvidas com os professores e suporte especial

Acesso por 1 ano. Veja as aulas quantas vezes quiser e envie suas redações dentro do período de acesso.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.