Entenda as regras do jogo: o que nunca te contaram na escola

6 maio 2021 | Estratégias e Técnicas de Estudo | 0 Comentários

Olá, Vestibulando, tudo bem?

Esta é a coluna que escrevo especialmente pra você todas as sextas-feiras. É a nossa oportunidade de termos uma conversa mais pessoal sobre o que está acontecendo por aí e o que tudo isso significa pra você. Espero que você goste!

Nas nossas últimas conversas, falamos muito sobre como definir metas, como estudar melhor e como lidar com as consequências da pandemia em relação ao Enem.

Seguindo nessa linha geral, hoje gostaria de falar sobre as regras do jogo.

Como assim?

É simples. Mesmo depois de anos no sistema educacional, tem coisas que não ensinaram pra você. Uma dessas coisas é como ser estratégico nos estudos.

A maioria dos estudantes até chega a seguir um plano de estudos, seja o que o colégio/cursinho forneceu, seja o que preparou por si próprio… mas isso não quer dizer que tenha havido estratégia aí.

Você pode passar muito tempo seguindo um plano… e depois descobrir que o plano estava errado.

É claro que ninguém quer passar por isso. Então, neste e-mail e nos próximos, vou dar alguns elementos para você entender o que é pensar mais estrategicamente e como levar isso em conta ao definir o seu plano de preparação.

Por exemplo, suponhamos que você vá prestar para um curso concorrido, como Medicina (ou odontologia, engenharia, direito, etc)

O que pensar de antemão diante dessa situação? Bom, a primeira coisa que ocorre é que Medicina é um curso super concorrido. Concorrido mesmo, do tipo que atrai candidatos bem preparados e que ainda assim precisam de mais de uma tentativa para passar.

Em cursos concorridos, o nível de preparo médio dos candidatos é bem alto. Isso significa que todos são, em geral, uniformemente bons. Qual a consequência estratégica disso? Simples: se todos são bem preparados no geral, toda pequena vantagem conta.

Tirar alguns pontos a mais em matérias de exatas faz com que você avance um pouco na multidão. Ser bom em literatura o diferencia em um grupo de candidatos que pensa mais em matérias de biológicas…

… agora, existe uma parte da prova que não dá apenas uma pequena vantagem. Não é um incremento de alguns pontos. É a carta mais poderosa que qualquer candidato pode ter em mãos.

Você já desconfia o que é, e também sabe que muita gente foge disso. Sim, ser bom em redação é, talvez, o diferencial mais forte e impactante para qualquer candidato em qualquer curso. Ponto final.

Ser bom em redação é como ter o poder de tornar a concorrência obsoleta instantaneamente. Fulano é um gênio da matemática? Inútil, se ele nunca passa de 600 pontos na redação. A coisa é importante nesse nível.

Talvez você não seja bom em exatas, mas pode usar a redação para compensar isso. Ao mesmo tempo, muitos dos que são bons em exatas não escrevem bem e podem ser ultrapassados facilmente por candidatos bem preparados em redação.

Agora, um alerta: redação se estuda de um jeito diferente das outras matérias. O maior segredo é construir a habilidade em redação com o tempo. Ao contrário de outras matérias, é impossível dominar a redação apenas estudando seus conceitos perto da prova. O treino constante é a chave.

Para adquirir essa habilidade, você precisa de duas coisas:
– saber como a redação do Enem funciona de verdade
– treinar bastante e ter a orientação/correção dos seus textos

O primeiro passo é se desfazer daquilo que está te atrapalhando nesse sentido. Para começo de conversa, fuja totalmente das dicas rasas e dos modelos prontos. Isso só atrapalha e não gera habilidade real. Você está concorrendo para Medicina e outros cursos concorridos, e o jogo aqui é de alto nível. Saia do raso e entre na concorrência como um candidato sério.

Um abraço,
Prof. Alexandre

Método Redação Definitiva para o Enem

Z

Correções de redação feitas por professores experientes

Método de escrita completo em vídeos curtos e didáticos

Cadernos Temáticos semanais para você construir repertório sociocultural

u

Tira-dúvidas com os professores e suporte especial

Acesso por 1 ano. Veja as aulas quantas vezes quiser e envie suas redações dentro do período de acesso.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.