Olá, vestibulando!

Depois de uma pequena pausa vamos continuar a nossa série sobre a estrutura da dissertação. Hoje vamos tratar de uma parte extremamente importante e que normalmente gera muita dificuldade aos alunos: o desenvolvimento. A dificuldade surge do fato de que este é o “recheio do texto”, a sua parte mais substancial, que deve ser bem elaborada e construída para não deixar lacunas ou falhar em seu principal objetivo: convencer o leitor do ponto de vista adotado.

Como já falamos, a dissertação argumentativa tem como função defender um ponto de vista sobre uma questão – geralmente polêmica. Na introdução você apresenta o ponto de vista ao leitor, mas ela é sempre curta e não é suficiente para que ele se convença. Para isso precisamos do desenvolvimento. É nesta parte que você irá elaborar, construir, destrinchar as ideias e realizar a argumentação, por isso, deve-se dar atenção especial a ela.

Neste momento, você deve retomar o que foi apresentado na introdução, mais especificamente a tese, mas com detalhes. Você precisa desenvolver as ideias de modo a conduzir o leitor para que ele possa compreender os raciocínios que você faz. Não basta apenas fazer afirmações, é preciso fundamentá-las, discuti-las, explicá-las. No desenvolvimento, é importante que você apresente exemplos, dados de pesquisas, que retome informações de notícias recentes, casos bem conhecidos, etc. para sustentar suas afirmações. Assim, não é você que acha x, mas é a pesquisa que comprova x, o exemplo que ilustra x, etc.

Uma última observação que gostaria de fazer é que, apesar de o desenvolvimento estar ligado à introdução, ele deve ter certa independência em relação a ela. É muito comum que os alunos comecem o segundo parágrafo com um elemento que retoma outro elemento já citado na introdução, como, por exemplo: esse crescimento, essa demanda, essa realidade, nesse contexto, etc. Isso é ruim, pois causa uma quebra de expectativa no leitor. O segundo parágrafo é o início do desenvolvimento, logo, deve ter cara de início, não deve ser uma retomada. Prefira a repetição do que já foi mencionado, se houver necessidade, ou substitua os termos, comece de outra maneira.

Para que você possa entender melhor como deve-se construir o desenvolvimento, na próxima semana faremos uma análise de redação.

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.