Olá, pessoal! Como está a preparação para o vestibular? Na postagem de hoje, vamos dar boas dicas sobre como desenvolver a introdução da redação. Mais especificamente, vamos ver qual é a importância da contextualização no início do texto. Vamos lá?

Primeiro, vamos entender o que é contextualizar. Essa palavra tem origem no latim e quer dizer ‘colocar alguém a par de algo’. Quando contextualizamos, queremos apresentar a conjuntura de uma situação, ou seja, todas as circunstâncias – sociais, históricas, culturais, políticas, econômicas –  em torno de um acontecimento.

Na verdade, tudo o que falamos ou escrevemos faz parte de um contexto. Até quando alguém conta uma piada, rimos porque evocamos o contexto que está relacionado a ela. Provavelmente, a pessoa que não riu não entendeu a piada de alguma forma, não conseguiu recuperar o seu contexto e o seu significado ficou comprometido.

Compreender o contexto é muito importante para conseguirmos saber os sentidos dos textos escritos – uma reportagem no jornal, um e-mail, um livro – e também dos textos orais – desde um bate papo entre amigos a uma apresentação na escola ou na faculdade. Se para entender um acontecimento precisamos capturar o contexto, quando escrevemos, temos que deixar nossas ideias bem ancoradas nele. Assim, meus argumentos ficam mais claros para o leitor (e também para os corretores das provas).

Como e quando o contexto deve aparecer na minha redação? Bom, como expliquei, o contexto é a ligação entre o texto e o que existe fora dele. Para falar sobre as manifestações de junho de 2013 no Brasil, tenho que explicar, por exemplo, como ela surgiu e evoluiu (aspectos históricos) e o que a motivou (aspectos sociais e econômicos).

Separei a introdução de 3 das melhores redações escritas no último vestibular da FUVEST, mas para que você entenda meu raciocínio, vou contextualizar mostrando a proposta da redação primeiro.

 

Na prova do vestibular, a redação é baseada numa proposta que já traz elementos que você pode usar para contextualizar o texto logo na introdução (sim, é aqui que você deve apresentar o contexto!). Essa proposta é formada por uma imagem com legenda e um texto complementar que explica o objetivo do exercício. Como o próprio enunciado diz, os anúncios publicitários passam suas mensagens por meio da relação entre a imagem e o texto. Nesta redação, temos que examinar a mensagem que o anúncio nos passa e que ‘ mentalidade’ está contida nele. Vamos ver como os candidatos desenvolveram a contextualização de sua introdução?

1. Para desenvolver a questão do consumo, o candidato A inicia o texto evocando a personagem do filme ‘ O Clube da luta”. Mas o que essa personagem tem a ver com o tema da proposta? O fato é que ela é uma espécie de representação do consumo sem consciência e do apagamento da identidade em prol do consumo. O candidato aproveita o conflito da personagem – o desejo de consumir e sua verdadeira identidade – para abordar o assunto e lançar o argumento que irá desenvolver ao longo do texto.

 

2. A candidata B utilizou elementos relacionados ao mundo contemporâneo (que podemos perceber também pelo uso do presente do indicativo) para contextualizar a sua introdução. Sua estratégia é descrever o homem da atualidade, evocando fatos sociais e históricos, para depois se perguntar se é verdade que o consumo traz felicidade.

 

3. Já o candidato C introduziu a questão do consumo pelo viés da ditadura da propaganda. Ao utilizar a palavra ‘ditadura’, o aspecto histórico vem à tona. Quando pensamos em ditadura, pensamos em países que vivem ou já viveram sob esse regime político. Pensamos em outras ditaduras que não são políticas, mas sociais, como a ditadura da moda, a ditadura do corpo perfeito entre os adolescentes e entre as mulheres em certas sociedades. Ao nos fazer recuperar esse conhecimento, o autor da redação consegue contextualizar o seu argumento: a propaganda também pode ser um tipo de ditadura.

 

A partir de agora, sempre que for escrever um texto ou uma redação, não deixe de iniciar contextualizando seus argumentos. Cada pessoa possui uma experiência de vida, teve uma criação familiar única, possui suas ideologias, viveu em épocas diferentes e não necessariamente compreenderá suas ideias.

Por isso, contextualizar sua redação é essencial!! Bom trabalho e até o próximo post!! E não se esqueça de deixar um comentário aqui embaixo! Participe da discussão!

 

A introdução é apenas um dos elementos da redação. Você já domina todos os demais? Conheça nosso curso online de redação com correção e coloque-se um passo mais próximo da Universidade!

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.