Onde pra lá, onde pra cá. Até onde devemos usar o ‘onde’?

29 abr 2015 | Blog | 0 Comentários

Olá, vestibulando!

Hoje começaremos uma série sobre algumas palavras que são usadas de maneira equivocada, não só nas redações escolares, como em muitos outros espaços de escrita. Entre esses casos, o que mais nos chama atenção é o uso equivocado de “onde” em contextos sintáticos diversos, o que tem se disseminado na língua. Em nosso curso de redação, muitos alunos frequentemente cometem este erro.

De acordo com a gramática normativa, onde pode ser classificado como um advérbio de lugar e como um pronome relativo. É nesta função de onde que está a confusão. Enquanto pronome relativo, ele pode ser substituído por em que, que, por sua vez, em contextos específicos, pode ser substituído por no qual/na qual.

Ocorre que as pessoas têm feito uma analogia entre esses pronomes e o onde tem sido utilizado como equivalente direto deles, no entanto, este pronome deve ser empregado em um contexto bastante específico: a retomada de lugar, espaço. Ou seja, onde retoma apenas palavras que expressam localização espacial.

Veja os exemplos a seguir para perceber a função de onde:

  • Tenho boas lembranças da casa onde morei quando criança.
  • O evento será realizado em Jundiaí, onde nasceu o escritor.
  • Houve muita repressão na década de 70, onde o Brasil era governado pelos militares.
  • A sociedade atual, onde se percebe um aumento da violência, deve priorizar a distribuição das riquezas.

Os exemplos 1 e 2 apresentam o uso correto de onde, pois podemos substituí-lo, nos dois casos, por “o lugar em que” (Tenho boas lembranças do lugar em que morei quando criança./O evento será realizado no lugar em que nasceu o escritor.). Essa substituição não pode ser feita em 3 e 4, o que nos mostra que esses são usos incorretos de onde (Houve muita repressão no lugar em que o Brasil era governado pelos militares.(?)/A sociedade atual, o lugar em que se percebe um aumento da violência, deve priorizar a distribuição das riquezas.(?)). Em 3 estamos falando de tempo, logo, devemos utilizar um pronome relativo que retome tempo, ou seja, quando (Houve muita repressão na década de 70, quando o Brasil era governado pelos militares.). Já em 4 podemos utilizar os pronomes “em que” ou “na qual” (A sociedade atual, em que/na qual se percebe um aumento da violência, deve priorizar a distribuição das riquezas.)

Nesses casos, onde tem sido usado como um pronome relativo, ou seja, como um elemento que retoma outro elemento na frase para não repeti-lo. No entanto, encontramos em muitas redações o uso de onde mesmo em contextos em que não há retomada, o que causa ainda mais estranheza e prejudica a fluidez da leitura.

Por isso, fique atento. Treine escrevendo bastante e releia toda redação que fizer antes de entregá-la para correção. Quando usar onde, veja se ele está de fato retomando lugar, senão, troque por outro pronome relativo adequado à situação. Aos poucos você vai compreendendo os contextos de utilização desse pronome e seu uso acaba ficando automático.

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa 

Método Redação Definitiva para o Enem

Z

Correções de redação feitas por professores experientes

Método de escrita completo em vídeos curtos e didáticos

Cadernos Temáticos semanais para você construir repertório sociocultural

u

Tira-dúvidas com os professores e suporte especial

Acesso por 1 ano. Veja as aulas quantas vezes quiser e envie suas redações dentro do período de acesso.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.