Este é o último episódio da nossa ‘blogsérie’ “Vida de vestibulando”. Durante algumas semanas, conversamos com a Juliana Duran, vestibulanda de 18 anos que mora no interior de São Paulo. Já falamos de vários assuntos importantes, como as escolhas, a pressão do vestibular, a preparação, o cursinho, e a prova de redação. Para encerrar, pedimos para a Ju contar um pouco sobre as suas expectativas para a universidade. Afinal de contas, podem ficar tranquilos, pois existe vida após o vestibular! Diferente dos posts anteriores, hoje vou deixar a palavra com a Ju:

 

Vestibulares e ENEM – “Vou prestar USP, UNICAMP, UNESP, MACKENZIE, PUC, FGV. E vou prestar o ENEM também. O ENEM permite a entrada em todas as federais e dependendo do vestibular ele pode acrescentar pontos e para o programa “Ciência sem fronteiras” também [para quem pretende fazer um intercâmbio com bolsa do governo federal]. O ENEM pode ser feito novamente e nós escolhemos a nota que vai ser usada. O bom dessa prova é que ela vale por dois anos”.

 

Mais autonomia – “Em relação à autonomia que vou ter, não sei se estou preparada ou não. Em alguns momentos, me sinto preparada, e em outros, senti que ainda preciso de apoio. Por exemplo, como seria mudar de cidade? Você acaba amadurecendo na raça”.

 

A grande expectativa – “A minha maior expectativa agora é passar logo pra tirar essa pressão do vestibular. O cursinho não tem prova, a prova final é o vestibular. Acho que a faculdade vai ser um período muito bom e bem mais leve de pressão, e vou poder pensar e planejar mais minha vida. Eu só vejo a faculdade como uma coisa boa”.

 

Eu termino nossa série desejando muito sucesso para a Juju e para todos vocês vestibulandos. Coragem, pois o vestibular não é o fim de uma fase, mas sim o começo de outra. Diga-se de passagem, uma etapa muito legal da vida, a universidade. Nos vemos na próxima semana!

 

Professora Flávia

 

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.