Olá! Tudo bem? Como está a sua preparação para o vestibular? Estamos sempre torcendo por você, continue firme =)

O post do blog dessa semana foi inspirado em uma pergunta feita por um aluno da EscreverOnline lá dentro da nossa plataforma de estudos. Como achei a questão desse aluno bastante pertinente, resolvi trazê-la para o blog também. Ele nos perguntou mais ou menos o seguinte: “É bom ou ruim fazer citações diretas em redações do gênero dissertativo?”. Você já se pegou perguntando a mesma coisa? “Será que devo colocar uma frase de alguém famoso, talvez de um pensador consagrado para dar mais sustentação ao meu argumento?”. Antes de dar a resposta, quero levantar alguns pontos que são importantes para entendermos essa questão. 

Primeiramente, a função de uma citação é ajudar/apoiar/sustentar a argumentação. E, em uma dissertação, quais são as fontes de argumentos que podemos usar? No geral, sempre há duas fontes de informações que podem ser usadas para compor a sua redação: i) a coletânea de textos da própria prova e ii) o seu conhecimento de mundo, externo à prova. Ambas são muito importantes e você não pode deixar nenhuma delas lado! Quer dizer, então, que eu devo usar citações, certo? Afinal a melhor forma de “não deixar” a coletânea e o conhecimento de mundo de lado é usar citações diretamente, não é? Bem… nem sempre isso é verdade, e é bem aqui que começa o engano!

Um dos erros mais comuns no uso da coletânea é, justamente, o “copia e cola”. O que isso significa? Quando você cita diretamente ou copia diretamente um trecho de um texto-fonte, para colocar em sua própria redação, tem que haver um princípio muito forte por trás disso, ou seja, você não pode citar por citar, mas tem que saber encaixar muito bem essa citação à linha de raciocínio que você está seguindo em sua redação. Lembre-se de que qualquer um pode citar Platão, Shakespeare, Caio F. Abreu, Fernando Veríssimo, Clarice Lispector, o Dr. House, o Johnny Depp (sim! o.O), mas não é todo mundo que sabe usar um pensamento desses célebres nomes para redigir um texto. Uma citação que não encaixa perfeitamente no contexto do seu texto mais atrapalha do que ajuda.

Ok, mas, por fim, posso ou não posso usar citações diretas? Minha resposta definitiva é, paradoxalmente: depende =). Mas nós não vamos deixar você entregue à própria sorte! A seguir, deixamos duas dicas para que você descubra resposta por você mesmo. Antes de qualquer coisa, pergunte-se:

1) “Essa citação realmente é imprescindível? Se sim, não tem um jeito de eu usar a informação da citação, só que de forma indireta, por meio de uma paráfrase, por exemplo?” (Para quem não sabe, paráfrase é um tipo de citação indireta em que você explica uma coisa com suas próprias palavras, sem precisar citar literalmente a sua fonte).

2) “Será que eu não estou fazendo isso só porque acho que vou deixar o meu texto mais bonito e mais culto?” Muita gente acha que o avaliador vai pensar: “Nossa, essa pessoa conhece tal pensador… vou aumentar a nota dele só por isso”.

Essa segunda dica faz menção a um mito de que o avaliador de redação do vestibular dá nota seguindo o “coração”. Isso não é verdade! Nós da EscreverOnline já estivemos em bancas de correção e sabemos que há muita seriedade e objetividade no processo. Deixar o texto mais “rebuscado” não é garantia de pontos extras, pelo contrário, há textos muito simples que tiram notas muitos altas, não por apresentarem ideias super criativas e inéditas, ou por trazerem grandes pensadores e citações, mas pelo simples fato de cumprirem o que a proposta pedia de forma efetiva e correta, sem rodeios! Muita gente usa a citação para enrolar, para fingir que tem “conteúdo”. Os avaliadores são bem treinados para identificar esse tipo de charlatanismo.

Depois de usar as dicas que demos nos parágrafos anteriores, se você ainda achar que é importante fazer a sua citação direta, ora pois, faça-a e integre essa citação da melhor forma possível ao seu texto! Mas lembre-se: ela só ajuda você, se você souber usá-la muito bem! E não se esqueça de usar as referências de quem a escreveu ou em qual jornal foi publicada, porque assim fica mais bonito =).

Mais uma vez a EscreverOnline traz um conceito inovador para o ensino de redação: não ensinamos regras ou fórmulas secretas para você escrever bem! Queremos que você seja um produtor de texto consciente do que faz! Isso sim coloca você à frente dos outros! Um vestibulando seguro do que faz e bem preparado (e não bitolado!), certamente, tem muito mais chances de mandar bem no vestibular! É isso que queremos para você!

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos! Passe adiante informação de qualidade =) Até a próxima semana!

 

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.