Nosso blog é feito por quem já passou por poucas e boas em se tratando de vestibular. Eu fiz Letras na Unicamp, mas há pouco tempo acompanhei de perto o drama do meu irmão que estava prestando Medicina. Esse drama se transformou em alegria quando ele finalmente foi aprovado em primeira chamada na USP.

Escrevo este post porque Medicina é uma carreira à parte no vestibular. Há muitas outras carreiras bastante concorridas, mas a verdade é que se você quer ser médico, principalmente estudando em uma universidade pública, você vai ter que ralar MUITO mais que as outras pessoas (e depois que entrar também, mas isso já é outra conversa).

Há dicas que são válidas para todos os vestibulandos, mas quais são as particularidades para aqueles que querem prestar a carreira de Medicina?

Você precisa de uma vida com disciplina, regrada, cronometrada, planejada e concentrada. Não dá pra ser amador se você quer prestar Medicina. Vai ser um ano (ou alguns anos) de muito sacrifício, mas é assim mesmo! Não tem outro jeito. Mesmo as universidades pagas (que são caríssimas) são muito concorridas. Não tem pra onde correr! Esqueça as baladinhas, as noites mal dormidas, estudar na véspera, ficar de bobeira no computador o dia inteiro. Isso é coisa para amadores que não vão passar em medicina!

Não basta também ser o melhor do seu colégio ou do cursinho. Isso não garante a sua vaga. Você precisa se comparar com quem chegou lá. Não adianta se achar inteligentão e ir para a prova despreparado. Você tem que virar uma máquina de estudar, fazer exercícios, ler, fazer redação, fazer simulado. Uma máquina! Cada tipo de prova (dissertativa, de alternativa, redação) exige um treino específico, pois cada uma tem um mecanismo próprio. Se você chegar no dia da prova com esse preparo, certamente terá mais tempo de resolver as questões, pois você já terá praticado todos os modelos e tipos de exercícios possíveis para cada matéria.

Atenção! Eu não estou exagerando!

Prestar medicina é coisa muito séria! Não estou tentando desanimar você, muito pelo contrário! Quero oferecer um banho gratuito de realidade =) Um banho gelado, mas que vai acordar você. Quero que você saiba em que terreno você está pisando.

Além do que já dissemos acima, encerro este post falando de algo que eu vi acontecer na minha família e que foi de EXTREMA importância para que hoje tivéssemos um estudante de Medicina entre nós. Meu irmão fez três anos de cursinho para conseguir passar. Ele sempre foi um dos melhores alunos do colégio onde estudava e mesmo assim foram três anos! Nessa preparação uma coisa que foi constante na vida dele foi o apoio da família. Meus pais em momento algum cobraram resultados ou pressionaram meu irmão. Manter um diálogo aberto com a família é imprescindível. Você que decidiu prestar medicina precisa sentar com seus pais um dia e falar o quanto é difícil. Pergunte a eles se estão dispostos a esperar, a pagar cursinho, a ter paciência junto com você. É impossível você se preparar para um vestibular tão concorrido sem o apoio da família, afinal, você precisa de paz e estabilidade para poder se dedicar ao máximo. Essa conversa vale muito a pena e não dói nada também =)

Por hoje é só. Espero que não tenha assustado ninguém! Se você se dedicar mesmo, com certeza chegará lá! Não desista logo de cara. Olhando a vida do meu irmão hoje, eu vejo que todo esforço dele e o nosso apoio incondicional não foram em vão!

Fique ligado, porque em nosso próximo post vamos falar sobre escolhas profissionais de uma forma mais ampla! Não percam!

E se você gostou deste post e acha que pode ajudar alguém com ele, compartilhe! Passe informação de qualidade adiante! :)

 

Treine redação online para o Enem em nossa comunidade gratuitaTenha seus textos corrigidos por membros da comunidade e melhore seu resultado semana após semana.